José Aldo mantém título do WEC novamente

Considerado um dos melhores lutadores da atualidade, o brasileiro José Aldo defendeu com sucesso seu título do WEC. No evento realizado na noite desta quinta-feira, o peso pena conquistou mais uma vitória ao nocautear seu desafiante nº 1, Manny Gamburyan, da Armênia, logo no segundo assalto.
Em Broomfield, Colorado (EUA), Aldo cumpriu uma estratégia conhecida, mas eficiente. Durante o primeiro round, apostou nos chutes para “amaciar” o rival, um faixa preta de judô.
No segundo giro, com o armênio já se defendendo desse tipo de investida, o brasileiro partiu definitivamente para o ataque e conquistou a vitória com um potente uppercut. Gamburyan foi ao chão, de costas, Aldo partiu para os socos e, com 1min32 decorridos do round, o árbitro foi obrigado a encerrar o duelo mais cedo, por nocaute técnico.
“No primeiro round eu estava estudando para ver o que ele ia fazer”, disse Aldo, que agora tem um cartel de 18 vitórias e uma derrota, batendo nomes fortes como Urijah Faber, Mike Brown e o próprio Gamburyan (13 vitórias, seis derrotas). “Se for por minha vontade, reinarei entre os penas para sempre”, comemorou.
Foi a segunda defesa de título do lutador de 24 anos. Ele está invicto há quase cinco anos, tendo perdido apenas para Luciano Azevedo, em 2005, pelo Jungle Fight. Aldo conquistou seu cinturão em novembro de 2009, diante do norte-americano Mike Brown - o triunfo foi por nocaute.
Apenas mais um brasileiro participou do WEC 51, no card preliminar. Diego Nunes, também pela categoria pena, enfrentou o norte-americano Tyler Toner e ficou com a vitória por decisão unânime dos jurados, com pontuação de 29-28, 29-28 e 30-27.
Nunes é conhecido pelas habilidades com o kickboxing e, combinando isso ao jiu-jitsu e ao wrestling, ele teve poucos problemas para levar a luta para o chão e mostrar superioridade, mas não conseguiu a finalização.
Veja os resultados do card principal:
Título dos penas: José Aldo (BRA) vence Manvel Gamburyan (ARM), por nocaute no 2º
Leves: Donald Cerrone (EUA) vence Jamie Varner (EUA), por pontos
Galos: Miguel Torres (EUA) vence Charlie Valencia (EUA), por finalização
Penas: George Roop (EUA) vence Chan Sung Jung (CDS), por nocaute no 2º
Penas: Mark Hominick (CAN) vence Leonard Garcia (EUA), por pontos
Fonte: Uol

Comentários