quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Portuguesa pode ser rebaixada e 'salvar' Fluminense


Uma falha cometida pela Portuguesa na última rodada do Brasileiro ameaça mudar mais uma vez a história do campeonato encerrado no fim de semana. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou que receberá nesta quarta-feira um comunicado por parte da CBF notificando uma possível escalação irregular do meia Heverton, da Portuguesa, que resultaria, em caso de comprovação, na perda de quatro pontos do clube paulista e salvaria o Fluminense do rebaixamento.

Não recebi nada oficial. A CBF fez hoje (terça-feira) o controle de punições de cartões e ficamos sabendo através de um telefonema deles da irregularidade de dois atletas. Vamos analisar o documento e, se oferecermos a denúncia, os times podem perder os pontos da partida e também os que somaram", afirma o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, ao ESPN.com.br.

O atleta da Lusa foi suspenso pelo STJD na sexta-feira por dois jogos após ser expulso contra o Bahia, mas acabou entrando em campo diante do Grêmio, no domingo - havia cumprido uma partida contra a Ponte Preta antes. Dessa forma, caso o tribunal aceite e julgue procedente a denúncia, a Portuguesa perderia três pontos pelo erro e mais o ponto somando no duelo. O confronto com os gremistas acabou empatado em 0 a 0.

Heverton foi julgado pelo STJD na sexta-feira, com a presença do advogado lusitano Oswaldo Sestario Filho, mas o resultado foi publicado no site da CBF somente na segunda-feira. A suposta 'demora' no anúncio do veredito não muda em nada a infração possivelmente cometida pela Portuguesa.

"Não tem nada a ver. A decisão passa a valer a partir do dia em que é tomada, entrando em vigor no próprio sábado. Não existe isso de que ter que aguardar até o primeiro dia útil ou a segunda-feira", diz Paulo Schmitt.

Em contato com a reportagem do ESPN.com.br, um dirigente do Fluminense, que seria o principal beneficiado no caso, disse não pretender tomar nenhuma atitude neste momento pelo passado tricolor ligado ao 'tapetão'. Não está descartada, ainda assim, a mudança de postura.

Segundo o procurador do STJD, a ideia é resolver a situação o mais rápido possível, mas ele faz a ressalva de que existem outras demandas também acumuladas. Acrescenta ainda não ser possível comparar o caso envolvendo a Portuguesa com o do Vasco, que entrará nesta quarta-feira no tribunal pedindo os pontos da goleada de 5 a 1 sofrida para o Atlético-PR no fim de semana, após a briga generalizada entre as torcidas.

"O caso do Vasco é outro. É outra situação. Não vejo sustentação jurídica para impugnar a partida. Agora, atleta irregular é diferente. Chega a ser pitoresco clubes como esses fazerem isso numa última rodada de campeonato", conclui Schmitt, chamando a atenção também para o lateral-esquerdo André Santos, do Flamengo, que também teria atuado de forma irregular na rodada final. Ele foi expulso no jogo de volta da decisão da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, e deveria ter cumprido punição frente o Cruzeiro, no sábado.

Diante do cenário, a Portuguesa despencaria para os 44 pontos, entrando na zona de rebaixamento, na 17ª posição. O Fluminense, 46, se livraria da queda e ultrapassaria o rival carioca, 45.
fonte:msn