Kaká fica no Milan

O presidente do Milan e primeiro ministro da Itália, Silvio
Berlusconi, afirmou na noite desta segunda-feira que o brasileiro
Kaká continuará defendendo a equipe. De acordo com o
dirigente, o meia-atacante recusou a oferta de 100 milhões de
libras (cerca de R$ 340 milhões) do Manchester City, a maior
feita a um jogador na história do futebol.

"Kaká
fica no Milan. Para ele, o dinheiro não é tudo.
Kaká é e continuará sendo do Milan", disse
Belusconi ao programa esportivo Processo di Biscardi. De acordo com o dirigente, o brasileiro não pediu aumento de salário para continuar na equipe.

Nesta
segunda-feira, dirigentes do Milan, do Manchester City, Kaká e
seu pai e empresário, Bosco Leite, estiveram reunidos para
decidir o futuro do jogador, eleito pela Fifa o melhor do mundo em
2007. O clube italiano teria aceitado a proposta financeira dos
ingleses, mas a palavra final coube ao jogador.

Durante
todo o dia, torcedores aglomeraram-se na sede do clube e em frente
à casa de Kaká em Milão, pedindo que o jogador
não aceitasse a transferência. Depois de terminada a
reunião, Kaká deixou sua casa mostrando uma camisa do
Milan.

fonte:yahooesporte

Comentários