Ufc 99: Wanderlei Silva perde por decisão

O UFC 99 deu chance a ex-campeões e ícones do MMA
provarem que ainda podem lutar lado a lado dos melhores atletas da
modalidade. Pior para o brasileiro Wanderlei Silva, que foi derrotado
pelo norte-americano Rich Franklin na decisão dos jurados e
desta forma ficou em situação complicada na principal
competição de vale-tudo da atualidade.Ex-ídolo do Pride, Wanderlei Silva não conseguiu impor
seu estilo de luta desde que retornou ao UFC, em 2007, e agora
coleciona cinco derrotas em suas últimas seis lutas de MMA.
"Luto para meus fãs. Ouvir esses gritos é a minha
vitória", comentou o brasileiro, ovacionado pela torcida em
Colônia, na Alemanha.

Rich Franklin, por sua vez, se
redimiu ao vencer o paranaense e quebrou uma série negativa
contra brasileiros. O ex-campeão do UFC era considerado um
"freguês" dos atletas do país, já que havia perdido
todos seus combates contra eles: dois para Anderson Silva e um para
Lyoto Machida.

"Foi uma vitória bem difícil para
mim. O Wanderlei é um cara muito talentoso e um verdadeiro
guerreiro. Estou muito feliz", comemorou o americano depois do
anúncio oficial.

Os lutadores começaram o combate
com um ritmo lento, sem se expor nos golpes. Aos poucos, Wanderlei
passou a tomar a iniciativa até conquistar uma boa queda. Depois
disso, no entanto, Franklin reagiu e terminou o primeiro round em
melhor estado que o brasileiro.

No segundo assalto, o
norte-americano voltou mais animado, partindo para cima de Wanderlei.
Porém, em meio às várias trocas de socos, ambos
encaixaram bons golpes, o que deixou o combate indefinido.

Franklin
voltou em melhor forma e, por isso, acertou mais golpes no
início do round final. Mesmo cansado, Wanderlei manteve a
postura ofensiva, o que deixou a luta bem parelha até o fim. Na
escolha dos juízes, o norte-americano levou a melhor e vendeu
por decisão unânime sob vaias da torcida na Alemanha.

O
UFC 99 também contou com o retorno da estrela do Pride Mirko
'Cro Cop' Filipovic ao octagon. Depois de ficar quase dois anos fora do
torneio, o croata encontrou poucos problemas diante do inglês
Mostapha Al-Turk e conseguiu um nocaute no primeiro round. Com isso,
voltou aos holofotes e se credenciou para uma eventual disputa do
título dos pesados.

Nas outras lutas do card principal,
Mike Swick derrotou Ben Saunders por nocaute, enquanto Spencer Fisher e
Dan Hardy venceram Caol Uno e Marcus Davis, respectivamente, na
decisão dos juízes. Já a revelação
da categoria pesado Cain Velasquez se impôs sobre Cheick Kongo e
levou a melhor também na escolha dos árbitros.

Agora,
as atenções estão voltadas para o UFC 100, o maior
na história da franquia. O evento acontece no dia 11 de julho,
em Las Vegas, e contará com as disputas do cinturão nas
categorias pesado - entre os norte-americanos Frank Mir e Brock Lesnar
- e meio-médio - entre o brasileiro Thiago Alves e o canadense
Georges St. Pierre.
fonte:uol

Comentários