Ufc 104: Lyoto e Shogun falam sobre a luta

O presidente do UFC, Dana White, disse durante a pós-conferência de imprensa do UFC 104 que é grande a possibilidade de o combate entre os brasileiros Lyoto Machida e Maurício Shogun acontecer novamente. Sem data correta e nem uma confirmação oficial sobre a revanche, as palavras dos lutadores reforçam a possibilidade. Confira abaixo o que eles disseram após o combate.

Mauricio Shogun:

"A cada round que terminava, meu córner me orientava e dizia que estava vencendo. No último round pensei que estava vencendo a luta, que estava com o resultado garantido e fiquei mais tranqüilo. Na verdade, todo mundo que conversei aqui disse que eu ganhei a luta, e no meu ponto de vista também achei que ganhei. Achei que venci os últimos três rounds."

"Claro que penso numa revanche. Dana querendo e o Lyoto querendo, luto contra ele do jeito que ele quiser, qualquer hora e em qualquer lugar."

"Todo mundo achou que eu fui bem na luta, então faria a mesma coisa. Lyoto é um cara duro e eu e minha equipe já vínhamos estudando ele há uns cinco meses. Estudamos o jogo dele, chegamos a uma conclusão e passamos a trabalhar em cima disso. Acho que a estratégia deu certo. Infelizmente fiquei feliz com a minha performance, mas não com o resultado. Fiquei contente com a minha estratégia para a luta."

"Senti que o golpe entrou (sobre um ataque de Lyoto), mas não a ponto de me abalar."

Lyoto Machida:

"Tivemos três jurados na luta, então não sou eu que decido. Os árbitros viram a luta e a contagem de pontos foi essa."

"Estava 100% para a luta, mas ele (Shogun) tem o jogo dele também, então nem sempre a gente consegue desenvolver do jeito que queremos. Nem sempre conseguimos agradar a todos. Estou tentando isso e prometo ir melhor na próxima."

"Vou voltar para casa e estudar toda a luta, tudo que passou e colocar outra estratégia em cima. Sempre aprendemos e essa luta foi mais uma lição. Já fui corrigido dentro do vestiário, meu pai me chamou, o Anderson (Silva) também, e estamos treinando para corrigir."

"Estamos aqui sujeitos a qualquer coisa. É lógico que sempre queremos agradar os fãs, todos os torcedores. Prometo que vou treinar mais para dá próxima vez agradar a todos e melhorar cada vez mais."

"Cada luta é uma luta para mim. O embate contra o Rashad (Evans) já passou, essa já passou e é difícil comparar. Cada um tem um estilo diferente e agora é continuar treinando e esperar o próximo desafio."

"Não senti muito a costela não (sobre um golpe de Shogun), só um pouco uma das pernas, mas está tudo OK. Até o final da luta estava acreditando, então acho que isso vem do lado japonês da minha família. A estratégia, continuar acreditando, vem disso.

"Se o Ultimate decidir pela revanche, é claro que eu topo."
fonte:graciemag

Comentários